segunda-feira, 30 de novembro de 2015

Erudices à hora do chá #1

Hoje vou começar uma nova rubrica aqui no tasco espaço extremamente requintado. São palavras sábias, travadas maioritariamente entre mim e o Moço, à hora do chá. No Covil, a hora do chá é depois do jantar, quando o cérebro trabalha em modo piloto automático. Momento de erudição plena (ou erudices) do melhor que há.


Coisas assim, só saem em momentos de inspiração puros, envoltos em toda uma filosofia assim como que para o "coise". Não é para qualquer um. Como verão, sou quase um Yoda, mas ligeiramente mais alta e menos esverdiada. As minhas orelhas são perfeitamente normais.

O Moço liga, pede à Nightwisha Maria para fazer o jantar. Nightwisha Maria está no computador, a escrever umas coisas engraçadas a.k.a. está "a criar". Nightwisha Maria, assim que pousa o telemóvel, esquece-se completamente dos bifes e da sua tarefa de os cozinhar. Moço chega a casa... e o jantar está por fazer.
Moço: Quem é que ia fazer o jantar?
Nightwisha Maria: Eu. Mas agora estou a criar.
Moço: Então vai-me ali criar uns bifes.

Parece poesia. Pelo menos, não fui eu que tive que cozinhar o jantar, hihi!

3 comentários:

  1. Boa forma de te escapares. Tenho que tentar disto! ahahah

    _Ela.

    ResponderEliminar
  2. Vai-me ali criar uns bifes. lol
    Grande saída. ahahah

    ResponderEliminar
  3. "Estou a criar". Que frase maravihosa! :)

    ResponderEliminar

Sê bem vindo!! Achaste este post tão maravilhoso como a sua autora? Ou tão alucinado da mona? Sente-te à vontade para deixar o teu contributo. Responderei assim que possível. Obrigada pela visita e volta sempre =)